[sc:adsense]

Jennifer Koppe / Gazeta do Povo / Motorista é agredido por flanelinha na Praça Carlos GomesMotorista é agredido por flanelinha na Praça Carlos Gomes
Por volta das 10 horas desta terça um guardador de carro disse pra um motorista que não podia parar ali e que era dono da rua , o motorista não entendeu direito e o guardador partiu pra cima , com o preço do m2 em Curitiba nesse absurdo a rua agora tem dono.
O Comercio entre os guardadores de carros é comum, inclusive um estagiário nosso aqui é dono das ruas de quase toda a 7 de setembro e Av Batel (por isso contratamos ele) e pagou 200 reais em média por quadra.
Durante a espera pela chegada da Polícia Militar, o homem – que não quis se identificar – ameaçou a tia de Domingos, dizendo que se ela não saísse da praça, iria se arrepender. Entre gritos, ameaçou a mulher de morte. “Eles acham que são donos da rua e estão com razão”, desabafou.
Antes de a polícia chegar, o agressor chegou a chamar outros guardadores para intimidar Domingos. No entanto, quando a viatura se aproximou, foram embora.
Segundo o Cabo José Roberto dos Santos, do 12.º Batalhão da Polícia Militar, situações como essa não são incomuns. A maioria das vítimas, entretanto, não registra boletim de ocorrência. “As pessoas precisam entender que não são obrigadas a dar dinheiro para guardador de carro”. Ele lembra, inclusive, que muitos motoristas chegam a entregar as chaves dos veículos para estes guardadores e que os torna coniventes com este tipo de ação. “Já chegamos a guinchar carro em local que o guardador nem tinha habilitação”.
O agressor foi encaminhado para o 1.º DP.


Comments

comments

[sc:adsense]