[sc:adsense]


Lembram do filme De Volta Para o Futuro, onde o carro inventado pelo Dr. Emmet Brown utilizava cascas de banana, resto de cerveja e até mesmo latas como combustível? Pois bem, o curitibano e ex-prefeito de Curitiba, Jaime Lerner, inventou um carro feito de material reciclável.



Jaime Lerner é conhecido por suas ideias de sustentabilidade, tanto que em Curitiba, podemos ver algumas delas no nosso dia-dia, como o sistema de transporte público criado em 1974 e utilizado até hoje, o Lixo que não é Lixo que passa toda semana na frente de nossas casas tocando o sininho característico dele. Além dessas ideias, agora, o arquiteto Jaime Lerner inventou um carro, este batizado de Dock-Dock (o nome tem origem na palavra docas, local onde barcos e navios ficam ancorados) feito de papel reciclável (. O veículo mede apenas 1,70m de comprimento por 1,20m de largura e possui rodas de 12 polegadas de diâmetro, pneus scooters, faróis, lanternas com leds, air bag duplo de série, direção hidráulica, ABS (mentira, não tem air bags, nem direção hidráulica e ABS) e pode levar até duas pessoas.



Até o fim deste ano, o instituto Jaime Lerner vinculado ao próprio Jaime Lerner, afinal de contas, o nome do instituto já diz tudo, deverá colocar em produção o minicarro brasileiro. Ainda não foi definido quem irá fabricar o minicarro. O veículo deverá ser utilizado como complemento ao transporte público, de casa para o corredor de ônibus, trem ou metrô ou no sentido inverso, do trabalho para o transporte coletivo, por exemplo, como ocorre com as bicicletas de aluguel em Paris. Só que no Brasil, o usuário não pagaria nada pelo serviço, apenas o que consumir de energia.


Agora temos uma dúvida, numa cidade fria e chuvosa como Curitiba, como os curitibanos iriam utilizar de um carro feito de papel, e sem vidros? Fica a dúvida no ar.
[sc:adsense]